terça-feira, 15 de abril de 2014

Após ameaça de corte de verbas de publicidade do governo, SBT proíbe comentários de apresentadores

Depois de 15 dias longe da bancada do “SBT Brasil”, a jornalista Rachel Sheherazade voltou a ocupar o posto de âncora, mas esta proibida de soltar os polêmicos comentários.
A direção do SBT proibiu a jornalista de emitir opinião para evitar novos conflitos. Agora as opiniões expressadas no jornal não serão mais de responsabilidade dos apresentadores, mas sim textos editoriais que serão de responsabilidade do canal, mas lidos pelos jornalistas.
A mudança foi anunciada nesta segunda-feira (14) pela empresa de Silvio Santos nesta através de um comunicado oficial: “Em razão do atual cenário criado recentemente em torno de nossa apresentadora Rachel Sheherazade, o SBT decidiu que os comentários em seus telejornais serão feitos unicamente pelo Jornalismo da emissora em forma de Editorial. Essa medida tem como objetivo preservar nossos apresentadores Rachel Sheherazade e Joseval Peixoto, que continuam no comando do SBT Brasil”.
A jornalista tem sido criticada desde seu comentário sobre os “justiceiros” do Rio de Janeiro que amarraram um menor infrator nu em um poste. A jornalista disse que entendia a sede de justiça da população que foi abandonada pelo Estado.
As palavras de Rachel Sheherazade foram interpretadas de diversas formas e alguns deputados iniciaram na Câmara um pedido para negar a verba de publicidade do governo para a emissora, dizendo que a apresentadora do SBT Brasil estava fazendo apologia ao crime.

Um comentário:

  1. Midia podre. Tudo por dinheiro e interesses,

    ResponderExcluir